Uso do comando cat no Linux e suas facilidades

Uso do comando cat no Linux e suas facilidades

Olá galera tudo tranquilo?

Tenho ficado meio sumido daqui mas, é que o trabalho e a querida Faculdade tem me tomado todo tempo… Hoje, domingão fatídico resolvi dar um dica a vocês sobre um commando que utilizo muito e que muito facilita minha vida em alguns momentos de administração de servidores Linux. Trata-se do comando cat.

O comando cat serve para escrever arquivos de texto, exibir (mostrar na tela) seu conteúdo ou ainda concatenar (juntar) dois arquivos de texto.

Vejam a sintaxe do comando cat:

root@appunix:˜#cat [opções] appunix.txt

Vejamos agora as formas que mais ultilizo no meu dia-a-dia.

Criando um arquivo usando comando cat

root@appunix:˜#cat > appunix.txt

Após digitar o comando acima cairá para a linha de baixo parecendo não ter tido efeito algum seu commando…. Não se engane, você já está na edição do arquivo, escreva o que desejar e depois para sair dê ENTER para cair a uma linha em branco e depois dê um CTRL+D e seu arquivo já estará criado e salvo.O sinal de “>”(maior) após o cat serve para escrever no arquivo appunix.txt como no nosso caso não temos tal arquivo dentro da pasta no qual estamos ele, o ” >” instrui o cat a criar um novo arquivo, caso já tivéssimos esse arquivo criado ele limparia o conteudo do mesmo e entraria como se o arquivo estivesse em branco.

Agora que você criou o arquivo appunix.txt você pode usar o próprio cat para exibir seu conteudo com a seguinte sintaxe:

root@appunix:˜# cat appunix.txt

Esse comando apenas jogará na tela o conteudo do arquivo appunix.txt, echoa na tela o conteudo desse arquivo texto.

Concatenando/Juntando arquivos de texto com o cat, esse que pra mim um dos mais interessantes usos do cat, faz duplicação/junção de 2 (dois) ou mais arquivos de texto.

Há 2 formas de de concatenar arquivos usando o comando cat, sendo elas nas seguintes sintaxes:

root@appunix:˜# cat appunix.txt > appunix2.txt

O comando com essa sintaxe faz com que o arquivo appunix2.txt passe a ter o mesmo conteudo do arquivo appunix.txt sobrescrevendo totalmente o conteudo que havia ali.

 

root@appunix:˜# cat appunix.txt >> appunix2.txt

O comando com essa sintaxe faz com que o arquivo appunix2.txt passe a ter o conteudo dos 2 arquivos, o comando faz com que o conteudo do arquivo appunix.txt seja colocado após a ultima linha escrita do arquivo appunix2.txt, e não como o comando anterior que sobrescrevia totalmente o arquivo2 pelo conteudo do arquivo1.

Podemos ainda chamar outros amigos do cat para facilitar nossa vida (não entrarei muito em detalhes), vai ai um exemplo… Sejam criativos os comando abaixo podem ser executados e adaptados para qualquer situação de nossa necessidade.

root@appunix:˜#cat /etc/squid/bloqueados.txt | grep orkut.com

*Esse comando eu uso quando quero saber se site orkut.com já está na lista dos sites bloqueados pelo meu squid

root@appunix:˜#cat /etc/squid/squid.conf | less

*O comando less pode ser usado como comando para leitura de arquivos que ocupem mais de uma tela. Quando toda a tela é ocupada, o less efetua uma pausa (semelhante ao more) e permite que você pressione seta para Cima e seta para Baixo ou PgUP/PgDown para fazer o rolamento da página. Eu geralmente uso less e more para arquivos muito grandes que que preciso ver minuciosamente  o conteudo de tal arquivo.

Essa são opções mais básicas do comando cat, vocês podem usar o comando man cat para visualizar o manual do cat, ou então podem usar o cat –help e verão as opções + comuns desse comando. Obrigado galera pela visita, espero ter passado pela melhor forma, fiquem com DEUS. Lembrando que o comando cat está presente qualquer sistema operacional Unix derivado ou seja de BSD a Ubuntu ou até mesmo Mac OS X todos por padrão possuem o pacote cat.

Abraço.:D

 

Comments are closed.