Comandos que nunca devemos usar Terminal Linux

Comandos que nunca devemos usar Terminal Linux

Olá galera tudo na paz?
Hoje o artigo é bem rápido pois já estou com sono, uns dias atrás surgiu na faculdade entre os Sysadmins quais comandos não executar no MSDOS ou Terminal Linux, muita discurso e tals… cada um dizia uma coisa… VOu mostrar aos senhores hoje pelo menos 4 comandos os quais vocês NUNCA deverão usar no terminal Linux.

1 – rm -rf / ou rm -r -f /
o que faz esse miserável quando executado como roto.
rm —> esse é o cara que exclui no terminal Linux
-r —> recursive, pastas dentro de pastas, dentro de pastas e dentro de mais pastas
-f —> force, não me encordoe com perguntas, apenas faça o que eu mando…. é assim que o terminal entende quando vê o -f

Esse comando apaga recursivamente o diretório raiz “/”. Simplismente extermina sua instalação da face da terra.Nunca mesmo execute esse comando, a não ser que vocês não estejam acreditando e queiram testar.

2 – mv /home/user/* /dev/null
mv —> move todo conteúdo de uma fonte(source) para um destino, funciona como um Ctrl+X do Window$
/home/user/* —-> todos os arquivos do usuário
/dev/null —-> já ouviram falar do buraco negro no espaço? é mais ou menos isso so que dentro do sistema operacional….

Esse comando irá enviar todos os arquivos do usuário corrente (ou se estiver como roto, a home do usuário que o mesmo escolher) para o nada (buraco negro, sem recuperação, enviará tudo para um diretório nulo).

3 – :(){:|:&};:
Isos parecem apenas símbolos ou como muitos dizem demonstrações de humor muito usados principalmente em chats e programas de mensagens instantâneas, vamos a explicação.
:() —-> criação de uma função
{} —-> note-se 2 chaves uma no começo e outra no final do comando, são as chaves de abertura da função
:|:& —–> chama a função :() (que você acabou de criar) e pega a saida dela e manda para outra função :() porém em segundo plano.
O ; (ponto e virgula) no final finaliza a função e a linha e os : (dois pontos) chama a função para ser executada.

Executando esse emaranhado de carrinhas, códigos, você obterá uma espécie de “Blue Screen of Death”, “Tela Azul da Morte” (o que pode danificar sua instalação Linux) muito comumente reportados por usuários do Window$.

4 – mkfs.ext3 /dev/sda ou mkfs.ext4 /dev/sda ou mkfs.ext3 /dev/hda ou mkfs.ext4 /dev/hda
Seus dados simpliemnte serão apagados e sem amenor chance de serem recuperados ( a não ser com a contratação de serviço especializado $$$$$), semelhante ao delire no Window$.

É isso, esse foi um artigo de informação, sei que vocês nem ao menos pensam em fazer testes com esses comando(kkkkkkkkkkkkkk). Eu recomente que não o façam… eu inclusive em um saudoso Debian Lenny no qual utilizava quando estava começando a usar/estudar Software Livre fui vítima do rm -rf / ….. e o pior é que pela falta de experiência fiquei dias sem estudar (sem saber o que fazer, pois não queria formatar… mas fui obrigado). Mas velu, hoje posso com a graça de Deus compartilhar um pouco do meu conhecimento com vocês.

Espero ter ajudado.

Abraço a todos.:D

Comments are closed.